segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

O Santo e a Porca


· Autor: Ariano Suassuna
· Páginas: 153
· Editora: José Olympio

Acho que a encenação da peça teatral seria legal. Já a leitura, não posso dizer o mesmo!

A história é dividida em Três atos. Meu histórico de Leitura, respectivamente: Não gostei, gostei, não gostei definitivamente.


 Euricao, o protagonista, é devoto de Santo Antônio e tem uma porca de madeira (“cofre”), “cheia” de dinheiro. Ele, porém, esconde essa porca de todo mundo, até de sua filha Margarida. E faz de tudo para que ninguém a descubra. Euricao é avarento e acha que Santo Antônio pode proteger seu lar e sua porca de madeira onde está o seu dinheiro.
Eudoro Vicente manda uma carta a Euricao dizendo que lhe pedirá o seu bem mais precioso. Imediatamente, Euricao interpreta esse “bem mais precioso” como sendo: dinheiro. Achando que Eudoro vai lhe pedir dinheiro emprestado, ele fica preocupado. E começa a dizer: "Ai a crise, ai a carestia". (Ele repete essa frase varias vezes). Como é muito avarento, não quer emprestar, e não quer que ninguém descubra o dinheiro que está guardado dentro da sua porca de madeira.
A verdade é que, Eudoro não quer pedir dinheiro emprestado. Quando ele diz “o bem mais precioso” ele está se referindo a Margarida, filha de Euricao. Eudoro quer pedir a Euricao, Margariada em casamento. Só que Euricao entende tudo errado.

Pontos positivos: Achei genial e criativa a parte em que acontece vários mal entendidos sobre o casamento. Fulano quer casar com ciclana, e Beltrana acha que fulano não gosta de Ciclana, e, sim dela mesma, sendo que fulano não gosta de Beltrana e etc... Viu a confusão? Achei uma idéia genial de Suassuna, e ótima a forma dele escrever, de modo que não confunde a cabeça do Leitor. Fulano, Ciclana e Beltrano. Esses nomes não existem na história, eu coloquei assim, só para dar a ideia da confusão, mal entendido no qual os personagens da história se encontravam.

Pontos negativos: Achei muito exagerada a avareza de Euricao, e o apego que ele tem pela porca de madeira onde está guardado o seu dinheiro. Outro exagero, é a devoção que Euricao tem pelo Santo Antônio. Dá para logo notar esses exageros pela seguinte frase (pode até dizer bordão): “Ai a crise, ai a carestia! Santo Antônio me proteja”, que aparece o tempo todo na história; o que eu detestei.

Acho que se eu assistisse a peça teatral, acharia legal, e, para ela, daria três estrelas. Mas, quanto à leitura do livro (no geral), sinceramente, não gostei!

5 comentários:

  1. Oi Letícia,
    gostei bastante do seu blog!!
    Li esse título já faz algum tempo, me lembro que eu ria muito durante a leitura, achei super divertida!
    Ótima resenha!!

    até mais!

    Prólogo da Leitura

    ResponderExcluir
  2. não tive muito interesse no livro, como você disse, uma peça teatral seria legal, mais agora o livro não!

    ResponderExcluir
  3. Achei a resenha interessante, não conheço o livro nem o autor, mas não me parece o tipo de livro que me agradaria.
    um abraço
    Gisela - ler para divertir

    ResponderExcluir
  4. Oii, primeira visitinha por aqui o/
    Adorei muito o seu blog! Muito fofo, como você!
    Estarei comentando seus post!
    E aguardando mais post lindos como este.
    Valeu muito a pena dar uma passadinha aqui no seu cantinho.
    Seguindo, me segue também?
    Obrigada!!
    Território das garotas
    @territoriodg
    Bjss *-*
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Ganhei um selo e tenho que distribuir para 10 blogs, está em:
    http://lerparadivertir.blogspot.com.br/2012/11/selinho-aprovo-e-recomendo-esse-blog-e.html

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...